Quem Somos?


           Somos um pequeno grupo de cristãos que acreditam na Bíblia e nos movemos para proclamar de novo a mensagem do Novo Testamento de justificação pela fé. Nosso evangelho é que Jesus Cristo -- pela encarnação, obediência perfeita, e morte vicária -- realizou a redenção da humanidade que se torna nossa individualmente pela fé somente.

           Nós não somos uma igreja nem somos afiliados com qualquer outra organização religiosa. Nós somos apenas uma voz tentando apontar as pessoas para a justiça de Cristo, como ela se aplica ao nos, e seu ministério presente no céu. Nessa qualidade, publicamos literatura cristã em várias línguas e às vezes tomamos compromissos de fala que tratam desses mesmos assuntos.

           Em 1970, o Papa estava planejando uma visita à Austrália e o estudioso leigo Roberto Brinsmead (RDB) queria escrever um tratado para distribuição no evento. Ele acreditava que os católicos acreditavam na salvação pelas obras e que a Bíblia ensinava a salvação pela fé. Quando fez sua pesquisa, descobriu que a Igreja Católica Romana ensinava coisas sobre a salvação que pareciam muito evangélicas. A Revista Present Truth (PT) [e como resultado, o Pregoeiro da Justiça (PdJ)] nasceu dessa pesquisa e desde sua primeira edição em 1972 até sua terceira edição em 1978, a RDB foi sua editor.

           Ricardo Marin trabalhou como diretor de circulação e as empresas de PT naqueles primeiros anos e começou a publicar PdJ em um formato menor. Quando fundos e tempo estão disponíveis ele continua como seu editor de publicação até o momento atual.

           Pregoeiro da Justça é incorporada sob o nome legal de Life Research International, que opera como uma corporação 501c3, sem fins lucrativos no estado da Califórnia, EUA.

Nossa missão

           Proclamar a verdade de que as justas exigências de Deus foram cumpridas em nome da humanidade por Jesus Cristo e que a sua realização é considerada nossa apenas pela fé.

Nossa Declaração de Fé

           Acreditamos que homens santos foram inspirados por Deus a escrever a Bíblia que é necessária, autoritária, suficiente e esencialmente clara para nos ensinar como ser salvo e como viver vidas agradáveis a Deus. Como nossa única regra de fé e prática, ela é seu próprio intérprete, deixando-nos com a responsabilidade de compreender e obedecer com oração (Jeremias 10:23; 2 Pedro 1:19-21; 2 Timóteo 3:15-17; Daniel 9:13).

           Há somente um Deus, criador do céu e da terra; Que é eterno, todo conhecedor, todo vendo, todo poderoso, todo amoroso, e inteiramente santo; que sempre existiu em três pessoas iguais que compartilham um propósito, atitude e caráter. A Sagrada Escritura se refere a eles como o Pai Todo-Poderoso, o Filho salvador e o Espírito Santo santificador (Isaias 40:25-31; 57:15; Mateus: 3:13-17).

           A humanidade (homem e mulher) foi criada pura e santa, como almas vivas compostas de corpo e espírito. Através de um ato de livre arbítrio Adam, o representante da raça, levou a humanidade a cair do favor de Deus, trazendo culpa, corrupção, e toda fraqueza a raça; e se não for resgatado é destinado para a morte eterna (João 3:36, Gênesis 1: 26-28, 1 Coríntios 15:30).

           Deus, o Filho eterno, tomou a humanidade sobre si mesmo através do nascimento virginal e como Jesus, o Cristo, cumpriu todas as exigências de Deus para reconciliar a raça consigo mesmo. Isso ele fez ao ser crucificado, morto, e enterrado. E por meio da ressurreição, no terceiro dia, Deus cumpriu nele todas as suas promessas à humanidade. Jesus agora se intercede no céu para aqueles que o recebem pela fé e logo aparecerá com poder e grande glória para receber os seus (Mateus 1:18-23; 1 Coríntios 15: 1-4, 2 Coríntios 5: 14-21, Hebreus 7:25, 9: 27,28).

           A salvação para a humanidade perdida vem através da aceitação divina que recebemos somente pela fé e é manifesta em uma vida de obediência a todos os mandamentos de Deus. A perfeita conformidade com a lei de Deus é a base para nossa salvação. Esta conformidade foi cumprida por Jesus Cristo na terra no primeiro século e esta boa nova é oferecida a todos no evangelho. Aqueles que aceitam o evangelho tornam-se filhos de Deus e unem seus esforços com os do Espírito de Deus ao serem progressivamente transformados na imagem de Cristo até a glorificação no último dia (Efesios 2:8-10; Mateus 5:48; Romanos 2:13; 8:9-27).

           Deus tem uma igreja na terra que é o corpo espiritual de Cristo. É composto de verdadeiros crentes e hipócritas. É o objeto supremo de sua consideração e deve tornar-se sua noiva no julgamento pré-advento final. É organizado para proclamar a lei e o evangelho, batizar os crentes, ordenar presbíteros e diáconos, e servir os seus membros na santa comunhão e no ministério carinhoso (Ef 5: 21-27, 2 Coríntios 11: 2 e Apocalipse 19 : 6-16)

           Estamos vivendo nos últimos dias ea crise final será sobre a questão do adoração. Justamente antes da segunda vinda de Cristo em glória, o povo de Deus dá uma mensagem tripla: 1) chamando todos a adorar a Deus, o Criador, que em seis dias literais fez esta terra; 2) advertindo contra uma religião que inclui a transformação humana como parte da base ou do meio pelos quais Deus nos aceita, e 3) apontando para Cristo no céu intercedendo como objeto de culto verdadeiro e nossa única esperança no julgamento final, porque nem a igreja na terra ou qualquer parte dela é a nossa esperança ni nosso objeto de adoração. Neste momento o povo de Deus é caracterizada pelo respeito dos Dez Mandamentos e total confiança na Jesús (Malaquias 4; Apocalipse 13; 14; 22:6-21)

Nossa informação de contato:

Por correio postal:
P O Box 700Fallbrook, CA 92088 USA

Por correio eletronico:
Pregoeiro@liferesearchinternational.org

Por telefone:
01 (760) 742-3455